Valor de multas de trânsito tem reajuste a partir desta terça-feira

As infrações de trânsito cometidas a partir de hoje em Guarulhos ficarão mais caras. O aumento das multas, anunciado em maio, será de até 66%, e os valores irão de R$ 88 (infração leve) a R$ 293,47 (gravíssima).

Com o reajuste algumas infrações serão agravadas como, por exemplo, usar o celular ao volante. Neste caso, como é enquadrado como “dirigir com apenas uma das mãos”, passará de grau médio para gravíssimo. Dessa forma, a multa sairá dos atuais R$ 85,13 para R$ 293,47, e os pontos na carteira de habilitação subirão de 4 para 7. No total, 9.427 motoristas já foram multados na cidade por isso.

Com a mudança as multas mais pesadas, que são as infrações gravíssimas com multiplicador de 10 vezes, passam a ser de R$ 2.934,70. Este é o valor previsto para quem é pego disputando racha ou forçando a ultrapassagem em estradas, por exemplo. Além disso, poderá pagar também quem se recusar a fazer teste de bafômetro, exame clínico ou perícia para verificar presença de álcool ou drogas no corpo. Neste caso, se ele for reincidente em menos de um ano, a multa será dobrada, chegando a R$ 5.869,40.

Em Guarulhos, neste ano, a maior infração cometida pelos motoristas foi transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%. Segundo dados da Secretaria de Transportes e Trânsito (STT) foram 102.170 multas aplicadas até o momento. Com o reajuste o valor para esse tipo de infração sairá de R$ 85,13 e passará a ser R$ 130,16. Em casos de registros de 20% a 50% acima da velocidade, o valor salta dos atuais R$ 127,69 para R$ 195,23.

Em segundo lugar aparecem motoristas que transitam nas faixas e corredores exclusivos de ônibus, com 75.939 registros; seguido por aqueles que avançam o sinal vermelho do semáforo, com 53.633 autuações. Estacionar em local/horário proibido renderam 19.167 multas e a falta do cinto de segurança foi responsável por 13.678 multas.

Veja o que mudará nos valores de multas a partir de 1º de novembro:
Infração leve
– De R$ 53,20 para R$ 88,38 (aumento de 66%)
Exemplos: parar sobre a faixa de pedestres ou calçada, usar a buzina em local ou horário proibidos pela sinalização.

Infração média
– De R$ 85,13 para R$ 130,16 (aumento de 52%)
Exemplos: transitar em horário ou local proibidos, dirigir com o braço para fora ou com farol ou lanterna queimados.

Infração grave
– De R$ 127,69 para R$ 195,23 (aumento de 52%)
Exemplos: estacionar sobre faixa de pedestres ou ciclovia, não dar seta, conduzir o veículo em mau estado de conservação.

Infração gravíssima
– De R$ 191,54 para R$ 293,47 (aumento de 53%)
Exemplos: falar ou manusear celular ao volante, estacionar em vagas reservadas para deficientes e idosos, dirigir sem carteira de habilitação, disputar racha (multiplicada por 10), forçar a ultrapassagem em estradas (multiplicada por 10) e recusar fazer o teste do bafômetro (multiplicada por 10).

Reportagem: Rosana Ibanez