A Federação Paulista de Futebol (FPF) comunicou por meio de seu site oficial, a interdição do estádio Antônio Soares de Oliveira nesta segunda-feira (05). O estádio é a sede oficial da cidade na próxima Copa São Paulo de Futebol Júnior, cuja primeira partida ocorre no dia 4 de janeiro, às 14h, entre Flamengo e AD Guarulhos.

Segundo a FPF foram 57 estádios interditados, entre as quatro divisões do Campeonato Paulista. Na primeira divisão há cinco estádios, entre eles a Arena da Fonte, em Araraquara; Gilberto Siqueira Lopes, na cidade de Lins; José Maria de Campos Maia, em Mirassol; Prefeito José Liberatti, em Osasco; e Walter Ribeiro, em Sorocaba.

Outros estádios tradicionais que foram interditados foi o Brinco de Ouro da Princesa; estádio do Guarani; Nabi Abi Chedid, do Bragantino; Canindé, da Portuguesa; Anacleto Campanella, do São Caetano; e Ulrico Mursa, da Portuguesa Santista.

Na série A3 do Campeonato Paulista, há apenas três estádios liberados em uma divisão composta por 18 equipes. O estádio Antônio Soares de Oliveira, do Flamengo de Guarulhos, segundo o site da FPF, está interditado desde o dia 25 de outubro, no entanto, a assessoria do clube negou, e disse que o rubro-negro foi notificado somente nesta segunda-feira, mas que a diretoria já está se movimentando para a sua regularização, tomando as medidas cabíveis para que tudo esteja normalizado para a disputa da “Copinha”.

O último AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), realizado no estádio, em novembro de 2015, foi aprovado, mas existiam algumas restrições, como a falha no sistema de monitoramento de imagem do público presente, já que a qualidade das imagens não permite a identificação de torcedores com nitidez, e das 13 câmeras, apenas quatro são utilizadas para visualização do público.

Outra reclamação é referente ao posto policial dentro do estádio. Inadequado, o local é mal ventilado e não possui banheiro, o que torna obrigatório a utilização de banheiro químico por parte da Polícia Militar. Além do posto policial, há a arquibancada no setor 04, que segue inacabada, e segundo o Corpo de Bombeiros, por ser próxima ao alambrado, facilita assim a invasão de torcedores no campo.
Procurada, a Prefeitura não havia se pronunciado até a conclusão desta edição.

Reportagem: Ulisses Carvalho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here