Sete trailers do Parque Cecap são lacrados pela Prefeitura

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU), lacrou na manhã desta terça-feira (13), sete trailers do Parque Cecap, localizados próximo a praça dos Mamonas Assassinas. No momento que houve a ação da Prefeitura, havia apenas um trailer funcionando, e segundo um dos moradores do bairro e frequentador dos trailers, Filipe de Souza, os funcionários no momento do fechamento disseram que não sabiam nada e apenas cumpriam ordens.

O fechamento ocorre 15 dias após a última conversa com o secretário da SDU Paulo Carvalho. Segundo Sérgio Maurício Castro, morador e proprietário de um trailer há mais de dez anos, a reunião com o secretário definiu que no dia 15 de dezembro seria a realocação dos estabelecimentos para o estacionamento localizado entre o condomínio Rio de Janeiro e o Clube do Parque Cecap.

“Lá no novo local, não possui estrutura de água e luz, e aqui nós contamos com uma pequena estrutura e pagamos as nossas contas. A lacração ocorreu sem aviso, e há menos de dois meses que realizamos a readequação dos trailers devido ao pedido da Prefeitura”, disse Castro.
O projeto da Prefeitura inicialmente era remanejar os sete trailers para o estacionamento ao lado da praça dos Mamonas Assassinas, mas devido ao abaixo assinado, a feira e reclamações de moradores vizinhos, a Prefeitura decidiu colocar todos os trailers no estacionamento em frente ao Clube do Parque Cecap, com o objetivo de transformar o local em uma praça de alimentação.

Sem obter nenhuma satisfação da SDU, os donos dos estabelecimentos fechados agora calculam o prejuízo nestes últimos dias do fim do ano. “É um desfalque muito grande, a mercadoria vai ficar presa no trailer, e teremos sérios problemas para se recuperar deste outro tombo que eles promoveram na gente”, revelou Castro.

Segundo o advogado Yuji Izumi, o fechamento é a quebra de acordo que a Prefeitura havia realizado com os donos dos estabelecimentos.

Em resposta ao HOJE, a SDU disse que o acordo feito com os proprietários dos trailers segue valendo, e revelou que na reunião realizada há 15 dias, os donos foram informados sobre a alternativa de mudar o equipamento para a área demarcada pela SDU. Essa condição de mudança, segundo a SDU, é uma ação para a legalização das atividades.

Caso contrário, sem licença de funcionamento, uma das ações adotadas seria a lacração ou até mesmo a remoção. A SDU ainda esclareceu que o objetivo principal é a garantia da regularização dos trailers e a qualidade urbana do bairro.

Reportagem: Ulisses Carvalho