Sem receber salários, funcionários do PA Paraíso paralisam os atendimentos

Pela manhã, os funcionários do Pronto Atendimento Paraíso, revoltados com a falta de pagamento nos salários, exigiram um posicionamento dos chefes sobre a situação. No inicio da tarde, foram informados que o pagamento foi realizado, porém, com salário inferior, segundo depoimento de um funcionário que preferiu não se identificar.

Com o erro nos pagamentos, os enfermeiros decidiram paralisar as atividades por volta das 13h, seguido de muita reclamação de pacientes que estavam no local. Foi necessária a presença da Guarda Civil Municipal no local.

“Eles fecharam as portas e agora só atendem casos de emergência no momento”, disse uma funcionário que preferiu não se identificar, ao revelar que na área de emergência estão quatro enfermeiros, porém não há na unidade auxiliar de enfermagem.

Além da falta de pagamento, enfermeiros alegam que muitos serviços estão sendo deslocados para o PA Paraíso, como o atendimento de 600 crianças somente nessa semana, realização de curativos, pois muitas Unidades Básicas de Saúde (UBS), não possuem e até exames de raio-x.

Na edição do HOJE desta terça-feira (18), na matéria sobre a possível paralisação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São João, a Secretaria de Saúde afirmou que o repasse foi efetuado na véspera do feriado, no dia 13 de abril. Já a Fundação ABC, justificou que a falta de pagamento foi ocasionada pelo atraso no repasse financeiro da Prefeitura de Guarulhos.

Reportagem: Ulisses Carvalho
[email protected]