Share
Guti pede colaboração de servidores e integrantes de seu primeiro escalão

Guti pede colaboração de servidores e integrantes de seu primeiro escalão

Apesar da paralisação total do sistema de transporte público municipal em função da greve geral marcada para esta sexta-feira (28), em todo o país, em protesto contra as reformas trabalhista e previdenciária, o prefeito Guti (PSB), em pronunciamento realizado por meio de rede social, pediu a colaboração dos servidores públicos e integrantes de seu primeiro escalão.

No entanto, o peessebista conta em sua administração com gestores ligados a entidades sindicais. Entre eles estão a secretária do Trabalho, Telma Cardia,do Sindicato dos Frentistas de Guarulhos, e o secretario-adjunto de Habitação, Paulo Almeida, ex-presidente do Sindicato dos Alimentos.

Já Pedro Zanotti, presidente do Stap (Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública), entende que o comportamento de Guti é semelhante ao do seu colega da cidade de São Paulo, João Doria (PSDB). E lembra que Guti, quando vereador, foi um dos apoiadores da paralisação do funcionalismo público durante a gestão do ex-prefeito Sebastião Almeida.

Em relação à possibilidade de a administração cortar o ponto do servidor que participar da greve geral, Zanotti afirmou que houve negociações com o secretário de Administração, Nilson Gonçalves, mas, ainda assim, nada ficou acertado. “Acredito que não haverá desconto, até por que na greve do dia 15 de março, houve a reposição do dia. Já foi conversado com o secretário de Administração sobre esta sexta e a resposta foi de que conversaríamos posteriormente”, concluiu.

Reportagem: Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

1 Comentário neste post

  1. Maria Aparecida

    Sem contar com o tom ameaçador de Guti:” qum nao for trabalhar na sexta terá 8 meses de férias. O que quis dizer com isso? Pelego

    Responder

Deixe seu Comentário