Share
CEI da Quitaúna prorroga prazo e  descarta convocar 3 ex-prefeitos

CEI da Quitaúna prorroga prazo e descarta convocar 3 ex-prefeitos

Investigações: A pretensão era ouvir os ex-prefeito Jovino Cândido, Elói Pietá e Sebastião Almeida

Responsável por investigar o processo utilizado pela Prefeitura de Guarulhos para comprar a área do aterro sanitário da Quitaúna no final do ano passado, a CEI (Comissão Especial de Investigação) teve seu prazo para conclusão prorrogado por mais 30 dias. Ou seja, os trabalhos daquela comissão, que se encerrariam nesta terça-feira (9), agora vão até 9 de junho. A próxima sessão está marcada para acontecer nesta quinta-feira (11).

No entanto, apesar da prorrogação do prazo de encerramento, a comissão descartou convocar os ex-prefeitos Jovino Cândido (PV), Elói Pietá (PT) e Sebastião Almeida, este que trocou o PT pelo PDT no início deste ano. Aliás, Almeida foi o responsável pela compra do terreno que custou aos cofres públicos a quantia de R$ 3,4 milhões nos últimos dias de sua gestão.
Segundo o vereador Marcelo Seminaldo, presidente da comissão, não há necessidade da convocação dos ex-prefeitos por entender que a análise ou investigação está relacionada ao contrato de aquisição do aterro no Cabuçu.

“Por enquanto não pretendemos convocar [os ex-prefeitos], até por que o que estamos avaliando é o contrato. Em tese, o convocado seria o (Sebastião) Almeida. Mas, os dados que temos são claros e que não haveria a necessidade de adquirir o terreno”, disse Seminaldo.

Após a conclusão dos trabalhos no dia 9 do próximo mês, o parlamentar revelou que o resultado será encaminhado ao Ministério Público Estadual (MPE) para avaliação. Caso seja apontado algum indício de irregularidade no processo de compra, o MPE poderá abrir inquérito para investigação.

Reportagem: Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Deixe seu Comentário