Continental II sofre com roubos a comércios, casas e pedestres

Medo é a palavra que caminha com os moradores do Parque Continental II, que reclamam da falta de segurança do bairro, que vive com constantes assaltos. Na manhã desta sexta-feira (26), às 8h, dois bandidos roubaram um mercado na rua Candiolina Matos de Santana, levando R$ 300, telefone, bebidas e salgadinho. Um prejuízo estimado em R$ 500, segundo o proprietário, que preferiu não se identificar, e revelou que está já é a quarta vez que o mercado é roubado neste ano.

“Quando não é o comércio, são as casas”, disse o proprietário. Na última quarta-feira (24), a Polícia Militar prendeu duas adolescentes que participaram de um roubo a uma residência no Continental II. Segundo a polícia, três mulheres e três homens, invadiram a casa por volta das 20h e amarraram os moradores.

Após a fuga, levaram o carro da família, pertences como celular, joias e dinheiro, e três homens fugiram com o carro, enquanto três mulheres fugiram a pé. A família comunicou a polícia, que prendeu as três mulheres pela rua, duas são menores, que confessaram onde estariam os objetos, em uma favela conhecida como Joana D’arc, onde os policiais recuperaram os pertences.

Além do roubo no mercadinho, um homem que estava no ponto de ônibus também foi roubado, além de uma mulher que retirava dinheiro em um caixa eletrônico 24 horas. O roubo em comércios já virou rotina no bairro, e inclusive na última quarta-feira (24), um comércio que já havia sido furtado durante a madrugada uma semana antes, teve nova tentativa de roubo, porém, dessa vez, os moradores impediram.

Muitos pedestres sofrem diariamente durante a saída de casa para o trabalho pela manhã, onde bandidos aproveitam o momento para roubar nos pontos de ônibus, e também, durante a noite, quando geralmente roubam casas. A reportagem do HOJE entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), que em nota, revelou que irá investigar o caso.

“A Polícia Civil de Guarulhos informa que o vídeo com as ações do delito foi encaminhado ao 2º DP do município, que ao tomar conhecimento dos fatos designou uma equipe de investigação para localizar e efetuar a prisão dos autores. As polícias Militar e Civil trabalham para prevenir e esclarecer os roubos, e suas ações resultaram na queda de 14,76% nessa modalidade de crime, na comparação dos primeiros quatro meses de 2017 com o mesmo período do ano passado. Neste ano, até o momento, já foram realizadas 200 prisões na área do 2º DP”.

A polícia ressalta a importância do registro das ocorrências para a investigação dos casos e o planejamento das ações policiais.

Reportagem: Ulisses Carvalho
[email protected]