A GRU Airport, concessionária responsável pela administração do Aeroporto Internacional de São Paulo – Guarulhos, em Cumbica, afirmou nesta quarta-feira (31), por meio de nota, que a área que abriga o sítio aeroportuário pertence à União e foi cedida pelo governo federal em 2012.

Durante a audiência pública da secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e de Inovação (SDCETI), o secretário Rodrigo Barros revelou que a GRU Airport, desde 2013, nunca pagou o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), além de ressaltar que aquela área sequer está registrada no município, o que impede a cobrança do imposto.

Entretanto, a gestora do Aeroporto (Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos S.A) ressalta que recebeu o imóvel para prestação de serviço público federal em 2012, ainda na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e afirma que o mesmo está inscrito na Secretaria de Patrimônio da União.
Conforme publicado pelo HOJE em sua edição desta quarta-feira (31), Barros defendeu a negociação entre a prefeitura e a GRU Airport para que o município seja beneficiado com o recebimento dos valores gerados pelos impostos não pagos anteriormente, além das medidas mitigadoras, que prevê beneficiamento do entorno do empreendimento.

Reportagem: Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here