Em Brasília, secretário de Transportes busca solução para a ponte do rio Baquirivu-Guaçu

Longe de uma solução, o impasse sobre a abertura ou não da ponte do rio Baquirivu-Guaçu, que dá acesso ao Aeroporto Internacional de São Paulo–Guarulhos, em Cumbica, persiste. Nesta terça-feira (27), o secretário de Transportes e Trânsito (STT), Giuliano Locanto, embarca para Brasília (DF), em busca de respostas sobre o caso.

O fechamento da ponte se deu, em um primeiro momento, devido às obras do Terminal 3 do aeroporto, que fica próximo ao local. Sua reabertura estava prevista para março de 2013, mas – na ocasião, a GRU Airport, concessionária do aeroporto, informou que o acesso seguiria fechado pelo menos até o encerramento da Copa do Mundo de 2014, porém, em seguida confirmou que seria por tempo indeterminado.
Em meados do mês passado, a Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, presidida pelo deputado federal Eli Corrêa Filho (DEM), realizou audiência pública para debater o assunto. No entanto, o ministro dos Transportes, Maurício Lessa, prometeu uma solução para o problema em até 45 dias, a partir da data de encontro. Este prazo se expira nesta sexta-feira (30).

Diante deste quadro, Locanto entende que a abertura da ponte do rio Baquirivu-Guaçu irá beneficiar a população no acesso não somente ao aeroporto, mas também as unidades de pronto-atendimento de saúde naquela região. Contudo, o dirigente afirma que não é possível trazer uma solução para o caso.
“Precisamos solucionar este impasse sobre a abertura da ponte. É um acesso de grande importância para as pessoas que moram naquela região e trabalham no aeroporto. Sua abertura irá facilitar o acesso também para veículos e a chegada aos equipamentos de saúde”, concluiu.

Reportagem: Antônio Boaventura
[email protected]

Foto: Ivanildo Porto