Prevenção de quedas de idosos é tema de oficina para agentes comunitários

Agentes comunitários de saúde participaram nesta sexta-feira (14), de capacitação de prevenção de quedas de idosos realizada na da UBS Munhoz pela equipe do Centro de Referência à Saúde do Idoso (Ceresi). A atividade teve 2h30 de duração e contou com abordagem teórica (palestra, vídeo e material impresso) e prática (dinâmica do equilíbrio e oficina de sensibilização).

De acordo com a gerente do Ceresi, Elisangela Arantes de Souza, o tema faz parte da proposta de intervenção do centro tendo em vista o alto número de quedas registrado entre pessoas com mais de 65 anos de idade. “Cuidados simples e algumas adaptações podem diminuir o risco de quedas dentro e fora de casa. Cair pode resultar em ferimentos, fraturas graves, limitações diversas e até mesmo a morte”, afirma Elisângela.

A capacitação desenvolvida pelas fisioterapeutas Elaine Oliveira do Carmo e Natália Sperandio Cavaco, e pelo educador físico Gilberto de Almeida, tem a segunda edição agendada para a próxima sexta-feira (21), no Ceresi, com a participação de agentes comunitários de saúde da UBS Flor da Montanha e UBS Itapegica.

Estatística

De acordo com estudo realizado pelo Ministério da Saude, cerca de 30% das pessoas com mais de 65 anos caem ao menos uma vez no ano; em média, 50% dos idosos acima de 80 anos sofrem uma queda anualmente; uma em cada vinte quedas resulta em fratura ou internação, e 13% dos idosos são “caidores” recorrentes (caem mais de uma vez no ano).

Já os principais fatores de risco associados às quedas são idade avançada (80 anos ou mais), sexo feminino, histórico de quedas, Imobilidade, baixa aptidão física, fraqueza muscular de membros inferiores, fraqueza do aperto de mão, equilíbrio reduzido, marcha lenta com passos curtos, dano cognitivo, doença de Parkinson, uso de sedativos, hipnóticos, ansiolíticos e polifarmácia.