Em obras desde 2003, Trevo de Bonsucesso deverá ser entregue em dezembro de 2018

Depois de inúmeros prazos desde as duas últimas administrações do PT na cidade, agora o prefeito Guti (PSB) promete entregar o Trevo de Bonsucesso em dezembro do próximo ano, após quase 15 anos do início de suas obras. Para que o empreendimento possa atender as necessidades do tráfego da região, o pessebista afirma que é necessário desapropriar determinados imóveis do entorno. Entretanto, apesar da dificuldade apontada, o mandatário não revelou a quantidade e tampouco os valores gastos para esta ação.

“Tivemos um problema muito grande no Trevo de Bonsucesso. E não foi somente financeiro, mas os problemas com desapropriações. Conseguimos fazer algumas desapropriações, inclusive o motel, que era um grande problema ali, porém, precisam ser feitas várias desapropriações para abrir o canteiro de obras”, explicou o prefeito Guti.

Em contrapartida, o chefe do Executivo afirmou que a entrega do Trevo está prevista para dezembro do próximo ano. Ele ressalta que esta é uma de suas metas de governo para a mobilidade urbana do município. “Nós estamos trabalhando duro e fazendo de tudo para que possamos inaugurar até o final do ano que vem. É impossível falar qualquer prazo que não seja este, mas quero cumprir essa meta”, concluiu.

A obra do Trevo de Bonsucesso chegou a custar R$ 130 milhões, porém, depois do anúncio do envolvimento das construtoras Andrade Gutierrez e Queiroz Galvão, responsáveis na época pelo projeto de construção até dezembro de 2014, na Operação Lava Jato, o custo caiu para R$ 83 milhões. A Enpavi Construtora terá a missão de concluir as benfeitorias que começaram há quase 15 anos.

Reportagem: Antônio Boaventura
[email protected]

Foto: Ivanildo Porto