Mesmo depois de seis anos de sua aquisição pela Câmara Municipal, a ocupação do prédio da antiga Fábrica de Tapetes Lourdes, na Vila Augusta, continua incerta. Entretanto, existe a possibilidade da Secretaria Municipal de Gestão dividir a estrutura do imóvel com o Legislativo. A Prefeitura de Guarulhos não se manifestou sobre o assunto.

Apesar da indefinição, o presidente da Câmara, Eduardo Soltur, revelou ao HOJE que a prioridade para este segundo semestre seria viabilizar o processo burocrático (licitação) que pudesse permitir a utilização da estrutura adquirida por R$ 14 milhões. “Já conversei com o prefeito [Guti] e vai ter alguma coisa da antiga Secretaria de Administração (hoje, Gestão), que vai ocupar dois galpões. Vamos fazer as devidas adequações”, explicou.

Segundo informações, os departamentos de Patrimônio e Arquivo também iriam ocupar o imóvel. Assim, a prefeitura economizaria aproximadamente R$ 9 mil por mês.

Reportagem: Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here