Com bandeira tarifária amarela, conta de luz terá custo menor em setembro

A bandeira tarifária na conta de energia dos guarulhenses será amarela no mês de setembro, anunciou nesta sexta-feira (25) a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Como em agosto a bandeira era a vermelha, o custo da conta deverá ser menor neste mês em relação ao anterior.
Na bandeira amarela, há um acréscimo de R$ 2 a cada 100 kWh. Na vermelha, há um aumento de R$ 3 a cada 100 kWh (Patamar 1).

Relatório do PMO (Programa Mensal de Operação) do ONS (Operador Nacional do Sistema) informou que o valor da usina térmica mais cara em operação é de R$ 411,92/MWh, o que determinou a redução da bandeira vermelha para a amarela.
“O fator que determinou a bandeira amarela foi a melhora das condições hidrológicas nas regiões Sul e Sudeste”, afirmou a Aneel.

Criado pela Aneel, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.

Com as bandeiras, a conta de luz fica mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica sem desperdício. As bandeiras sinalizam, mês a mês, o custo de geração da energia elétrica que será cobrada dos consumidores.