O prefeito de Guarulhos, Guti, acompanhado do presidente do GRU Airport, Gustavo Figueiredo, inaugurou nesta terça-feira (29), o Núcleo de Desenvolvimento e Assistência Social no Aeroporto Internacional de Guarulhos. O equipamento irá assegurar o trabalho de abordagem social e a busca ativa para identificar, nas dependências do Aeroporto, a incidência de trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes, jovens, adultos, idosos e famílias que utilizam espaços como forma de moradia ou sobrevivência. O objetivo do órgão é buscar a resolução de necessidades imediatas e promover a inserção na rede de serviços de Assistência Social e demais políticas públicas para a garantia de direitos.

De acordo com Guti, é importante a participação da iniciativa privada na solução dos problemas sociais. “Minha gratidão por estarmos unidos para vencer vários obstáculos que a cidade possui e o Aeroporto não poderia estar fora disso. Sabemos das responsabilidades sociais que o Aeroporto tem, e precisa cada vez mais se integrar ao tecido urbano da cidade para nos auxiliar a resolver problemas sociais. Este Núcleo é uma prova do trabalho duro de vocês. Hoje sabemos que para superar a crise que vivemos na sociedade temos que atuar de forma eficaz com os entes privados do município. E tem que ser de forma correta, competente, legal e coordenada. O município e o Estado devem trabalhar de forma a mudar o horizonte das crianças e adolescentes em vulnerabilidade social, sem ferir o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e da forma que a Constituição apregoa,” afirmou o prefeito.

Em nome da direção, o Coordenador de Responsabilidade Social e Sustentabilidade do GRU Airport, Carlos Melo, afirmou que a inauguração é um marco na relação do Aeroporto Internacional de Guarulhos com o município. “Isto para nós representa um marco. O Aeroporto se integra à cidade, e a cidade se integra ao Aeroporto. É um momento para a cidade entender que não conseguiremos resolver de forma isolada os problemas sociais que vivenciamos aqui com crianças, adolescentes e de moradores em situação de rua. Esta parceria é uma integração, não só do atendimento de políticas públicas municipais, mas de união entre o agente privado e o poder Executivo municipal para tentar canalizar as soluções e saídas sociais aos que mais necessitam de ajuda: as crianças e pessoas em situação de vulnerabilidade social”, disse Melo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here