Com reforma do PA Paraíso, unidades da região podem aumentar atendimento

A reforma do Pronto Atendimento do Jardim Paraíso, que está programada para acontecer durante o mês de dezembro, deve aumentar a demanda em média de até 48% nas unidades de saúde que serão direcionadas pela secretaria de Saúde – Pronto Atendimento Paraventi, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Paulista e Hospital Municipal de Urgências (HMU).

Atualmente, o PA Paraíso atende em média 12.500 pacientes por mês. Com o fechamento temporário desta unidade, esta demanda será distribuída para as unidades indicadas pelo governo municipal. Entre elas estão o P.A. Paraventi, que atende aproximadamente 9.200 pacientes, a UPA Paulista, que registra média de 6.400 atendimentos, e o HMU, que segundo a secretaria de saúde atende 12 mil pacientes por mês.

A prefeitura disse que já se organiza com abastecimento de insumos e medicamentos, bem como com o fortalecimento do quadro de funcionários nessas unidades para suprir a necessidade dos pacientes.
Já o Instituto Gerir, responsável pelas administrações do PA Paraventi e do HMU, informou que o hospital está em obras para se adequar à grande procura e melhorar a qualidade do atendimento. Ao final das obras, a capacidade irá aumentar.

Segundo moradores, com a reforma da unidade localizada na avenida Silvestre Pires de Freitas, no Jardim Paraíso, o remanejamento ficará difícil, principalmente para quem não possui carro.“Eu não tenho carro, e como chamar o socorro para meu filho de 12 anos que sofre com crises de asma”, afirmou a auxiliar de cozinha Idenise Gomes da Silva, alegando que a questão do transporte é grande empecilho para os usuários com a reforma.

Antônio Boaventura
[email protected]

Foto: Ivanildo Porto