Os servidores públicos compareceram ontem à sessão da Câmara para protestar contra o projeto de lei, de autoria do Executivo, que disciplina as concessões e permissões de serviços, obras e bens públicos que serão realizadas no âmbito do Plano Municipal de Modernização Administrativa (PMMA). A proposta seria votada em sessões extraordinárias.

Após um princípio de tumulto na galeria do Legislativo, o presidente da Casa de Leis, Eduardo Soltur (PSD), encerrou os trabalhos, incluindo as sessões extraordinárias, alegando falta de segurança.

Reportagem: Rosana Ibanez
Foto: Leonardo Domingos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here