Dívida de Guarulhos cai de R$ 7,5 bilhões para R$ 6,3 bilhões, segundo a Fazenda

A prefeitura conseguiu reduzir significativamente o valor da dívida herdada da gestão anterior. De acordo com o secretário da Fazenda, Peterson Ruan, o montante era de R$ 7,5 bilhões e nesses dez primeiros meses da nova administração municipal caiu para R$ 6,3 bilhões, representando uma queda de 16%.
A queda leva em consideração o pagamento de R$ 220 milhões relacionado a administração direta e os R$ 900 milhões negociado pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Guarulhos com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

“Pagamos a dívida com parcelamento de INSS, previdência, precatórios, além de débitos com os próprios servidores, como professores e médicos. São valores que a gestão passada tinha deixado aberto”, destacou o secretário durante audiência, realizada nesta quarta-feira (11) na Câmara Municipal, para a prestação de contas da pasta referente ao segundo quadrimestre do ano.

Outra queda registrada neste ano diz respeito ao percentual do orçamento empregado no pagamento dos funcionários públicos. Segundo explanação feita durante a audiência, no final do segundo quadrimestre deste ano esse pagamento significou 48,1% da receita corrente líquida. No final de 2016 a prefeitura comprometia 50,3% do orçamento em gastos com pessoal.

Além disso, a Secretaria da Fazenda localizou na cidade um total de 10,660 mil empresas sem cadastro municipal. “Elas estavam sem inscrição municipal e em plena atividade econômica no município”, destacou Ruan.

Reportagem: Rosana Ibanez
Foto: Ivanildo Porto