Reajuste de 7,8% da Sabesp pode impactar nas contas de água de Guarulhos

A Agência Reguladora de Saneamento e Energia de São Paulo (Arsep) autorizou o reajuste de 7,88% nas contas de água da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).
O aumento poderá gerar impacto direto no bolso dos guarulhenses, já que o município compra 87% do líquido que distribui na cidade da companhia estadual. O acréscimo deve valer a partir do mês de novembro.

Em Guarulhos o último reajuste ocorreu nas contas com lançamentos referentes ao mês de junho de 2016. Na época, o aumento foi de 8,43% para todas as categorias de consumo, sendo elas residencial, industrial, comercial e órgãos públicos.
O reajuste faz parte da revisão tarifária da Sabesp, feita a cada quatro anos pela Arsesp. Esse cálculo leva em conta a projeção de demanda de água pelos clientes e de custos operacionais; o plano de investimentos da companhia; a avaliação dos investimentos já realizados, entre outros.

O índice definido deve cobrir esses gastos, assegurando o equilíbrio econômico-financeiro da concessão. A Sabesp pleiteava um reajuste de 10,4%.
A última revisão deveria ter ocorrido em 2013. No entanto, atrasou e só foi concluída em abril de 2014. Na época, o estado enfrentava a pior crise hídrica e, por isso, o governador Geraldo Alckmin congelou o reajuste de 5,4% e só liberou em dezembro daquele ano. O aumento aplicado no período foi de 6,5%.

Reportagem: Rosana Ibanez
Foto: Ivanildo Porto