A decisão do juiz Renato Luiz de Paula Alves, da 3ª Vara da Justiça do Trabalho de Guarulhos, ao suspender o contrato da terceirização de três unidades de saúde, prejudicou os projetos da administração municipal na área da saúde. Ao assinar contrato com o Instituto Gerir, a gestão Guti teve como objetivo promover uma reestruturação geral nos hospitais e unidades de saúde, e melhorar o atendimento à população.

A decisão da Justiça do Trabalho determinou o cancelamento do contrato entre a Prefeitura de Guarulhos e o Instituto Gerir, concedendo prazo de 20 dias para o cumprimento da liminar, sob pena de multa avaliada em R$ 100 mil [a decisão não informa se a multa é diária], em caso de não adotar a medida, além de suspender a contratação de funcionários terceirizados.

A decisão foi provocada por ação civil proposta pelo Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (Stap). No processo, o sindicato alega que o contrato entre as duas partes não teve a aprovação do Conselho de Saúde Municipal, além da denúncia de uma funcionária afirmando ter conhecimento de que médicos estariam sendo coagidos para sair da prefeitura, com o objetivo de realizar um contrato de prestação de serviços de pessoa jurídica (PJ).

A assinatura do contrato garantiu ao Instituto Gerir a administração do Hospital Municipal de Urgências (HMU), Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HMCA) e Policlínica Paraventi ao custo de R$ 162.211.591,20 por um ano de vigência. Em nota, o Gerir afirmou que irá recorrer da decisão, além de enfatizar as ações implementadas na área da saúde. “O Instituto Gerir entrará com um mandado de segurança e confia que a decisão judicial será revista. As melhorias na saúde em Guarulhos são visíveis e podem ser comprovadas todos os dias pelos usuários da rede pública municipal”.

 

9 COMENTÁRIOS

  1. Fui atendido mo HMU com urgência e tenho que dar os parabéns ao que o Instituto Gerir tem feito por lá, essa ação que foi movida contra a prefeitura é de um bando de vagabundo que só quer “mamar” nas tetas do povo Guarulhense.

  2. Que cambada esses funcionarios não trabalham e se acham no direito de recorrer?: quem perde e a populaçao que fica sem médicos e carecem de bons hospitais e recursos médicos.

  3. Tudo muito estranho agora que aparece um juiz que determina quebra de contrato estranho ne agora que o HMU foi reformado aiai tem caroço nesse angu

  4. Gostaria de saber como faço pra entregar curriculo,quais empresas terceirizadas estão prestando serviços no hospital, por favor se alguém podér me informar ficarei muinto grato desde ja eu agradeço

  5. Gostaria de saber como faço para entregar curriculo,quais empresas terceirizadas estão prestando serviços no hospital, por favor se alguém podér me informar ficarei muinto grato desde ja eu agradeço

  6. Agora quero ver sindicato, população, funcionários, irmos até o fim e tirarmos essa empresa horrível de dentro do hmu…acho que a população deveria ser ouvida, é não termos essa empresa guela abaixo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here