FNDE cobra a devolução de R$ 700 mil referente a compra de ônibus adaptado

A Prefeitura de Guarulhos terá de devolver a quantia de R$ 700 mil ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) por conta do não pagamento da compra dos ônibus adaptados do programa Caminhos da Escola, que tem como finalidade atender alunos da rede municipal de ensino com mobilidade reduzida.

O HOJE apurou que atualmente, a rede municipal conta com quase 1.000 alunos com diversos tipos de deficiência. No entanto, a quantidade de veículos adaptados, que começaram a atender esta população específica em agosto de 2015, teria condições de beneficiar apenas 10%.

Os 14 ônibus têm capacidade para atender 36 cadeirantes ou alunos que necessitam de andadores para se locomoverem. Os veículos teriam custado a administração municipal a quantia de quase R$ 2 milhões, e estariam disponíveis para atender alunos de entidades como a Apae, Casa da Mãe Operária e São Judas Tadeu.

A devolução da quantia se deu por conta do não pagamento da compra dos veículos , ainda na gestão do ex-prefeito Sebastião Almeida. Além do problema com os veículos adaptados para transporte escolar, o município também conta com 44% das obras financiadas pelo FNDE em andamento. Das 25 que possui 14 delas estão com suas obras paralisadas.

Antônio Boaventura

[email protected]