Polícia Civil investiga morte de idoso que teria sido enforcado no Pimentas

Os investigadores da Polícia Civil do 4°DP abriram um inquérito para apurar a morte do idoso Manoel Martins Dourado, que teria sido enforcado na própria residência localizada na rua Tereza Ackel, no Parque São Miguel, região do Pimentas. Segundo a Secretaria de Segurança de Pública (SSP), a unidade trabalha em busca de elementos que auxiliem para o esclarecimento dos fatos.

O idoso teria sido encontrado na cama do próprio quarto, próximo a um prato de comida, com sinais de enforcamento por um cinto que estava amarrado na cama, porém, sem sinais de agressão em outras partes do corpo. A vítima foi encontrada após os vizinhos se queixarem do desaparecimento há três dias, onde o filho do idoso foi até a casa, encontrando o pai na cama já falecido.

Segundo uma vizinha que preferiu não se identificar, todos os documentos foram roubados, além de cartões de ônibus e de crédito. Dourado foi encontrado na última terça-feira (21), e o enterro foi realizado no cemitério da Vila Rio de Janeiro na quarta-feira (22).
Nos últimos dias que foi visto pelo bairro, Dourado estava acompanhado de um homem que ainda não foi identificado pela Polícia Civil, porém, o idoso teria confirmado para moradores que o homem estaria cuidando dele. Após a morte, o suspeito de cuidar da vítima, não foi mais visto pelo bairro.

Reportagem: Ulisses Carvalho
[email protected]