Após uma reunião realizada no ramo dos transportes pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística (CNTTL), da Central Única do Trabalhador (CUT), o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo (Sincoverg), participou da assembleia ao lado de condutores de São Paulo e Vale do Ribeira, além de metroviários e ferroviários, com o objetivo de alinhar estratégias para unificar as paralisações.

Uma das orientações durante o encontro entre as centrais sindicais é de que todos os modais de transportes realizem uma grande paralisação, programada para ocorrer no próxima terça-feira (05), em manifesto contra a nova proposta da reforma da previdência, do governo Michel Temer (PMDB).
A reportagem do HOJE entrou em contato pela manhã desta quarta-feira (29) com o Sincoverg para obter a confirmação da paralisação, porém, segundo assessoria do sindicato, nada estava decidido e uma reunião foi realizada na parte da tarde, mas procurado, o sindicato não se manifestou mais a respeito do assunto.

A última paralisação ocorreu de forma parcial no início deste mês, quando algumas linhas da região dos bairros São João, Lavras e Ponte Alta, pararam os serviços, após reivindicar melhorias de infraestrutura nos pontos finais destes bairros. No mês de junho, após estado de greve, o sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus aceitou um aumento salarial de 4%, após dez dias de negociações.

Reportagem: Ulisses Carvalho
ulissescarvalho@grupomgcom.com.br
Foto: Ivanildo Porto

5 COMENTÁRIOS

  1. Que tal a população fazer uma greve exigindo mais respeito, mais segurança, melhores condições ao ser transportado? Que tal pedirmos ao poder administrstivo municipal que façam totalmente o recapeamento de todas as vias por onde trafegam os coletivos, para evitar que os passageiros à bordo sofram aos receberem os chacoalhões ? Que todos os passageiros tenham por direito de não esperarem 50 min / 1h por um ônibus que é programado para a cada 15 min e que sempre trafega hiperlotado, tendo que esperar o outro? Que tal cobrar que cada vez que o ônibus pare no ponto final da linha, seja limpo , e ao chegar na garagem, que passe por um serviço de revisão de itens básicos, evitando que o usuário se machuque??? Ahhh… O salário não é bom, concordo! Mas tem mais que não vão bem também !!!!

  2. A CUT,os sindicatos,a prefeitura,os políticos, estão se lixando para a população, É o trevo de Bom sucesso,vc passa 40 minutos para atravessar, ninguém fala nada o o trabalhador chega atrasado todo dia no serviço,e ai cadê a secretária dos transportes, cadê o prefeito.

  3. Revoltante essa reforma trabalhista! Mas como foi comentado o povo que paga a conta, o povo que vai ouvir o chefe reclamando por chegar atrasado, o povo que vai deixar de receber essas horas, o povo que paga um absurdo na passagem pra andar que nem sardinha em lata dentro de ônibus que passa de hora em hora, cada um só olha pro próprio rabo e o resto que se vire com seus problemas é isso que eu vejo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here