Medo da febre amarela faz guarulhenses lotarem postos saúde à procura de vacina

Com o medo da febre amarela, muitos guarulhenses lotaram as Unidades Básicas de Saúde (UBS) nesta quarta-feira (13), em busca da vacina. No Shopping Pátio Guarulhos, um dos locais em que houve a imunização, as pessoas chegaram a esperar por quatro horas. Já na UBS da Vila Rio de Janeiro, localizada na rua Lions n° 44, grande parte dos usuários tentava obter a vacina após não encontrarem em outros postos.

“Eu tentei em quatro UBSs e agora estou aguardando na fila a mais de 20 minutos”, afirmou o aposentado Valdemar Sartor, 62. Na fila da UBS havia muitas crianças. “Tentei vacinar meus dois filhos no Ambulatório da Criança, mas já havia acabado as doses”, explicou a assistente de sala de ultrassom, Caroline Martins Dias, 26.

O HOJE questionou a Secretaria de Saúde sobre o problema relacionado à falta de vacinas e, por nota, foi explicado que “devido à grande procura nesta data, houve um desabastecimento súbito no Ambulatório da Criança, que imediatamente foi solucionado com o envio de mais doses e a retomada da imunização momentos depois”.

Somente nesta quarta, de acordo com informações da Saúde, foram vacinadas 11 mil pessoas na cidade. A imunização contra a febre amarela começou no dia 28 de outubro, e, atualmente, um total de 155.222 mil pessoas já receberam a dose. Nesta quinta-feira (14), os profissionais da saúde da UBS Vila Rio de Janeiro vão vacinar exclusivamente os moradores do Condomínio Santa Catarina, localizado na rua Flora de Oliveira nº 361.

Para dar prosseguimento à campanha de vacinação, 17 UBSs vão abrir neste sábado (16), das 8h às 16h. As unidades abertas serão a do Palmira, Continental, Santa Lídia, Vila Rio de Janeiro, Morros, Acácio, Fortaleza, Seródio, Haroldo Veloso, Carmela, Álamo, Lavras, Soberana, Ponte Alta, Santa Paula, Bananal e Aracília.

Mortes de macaco por febre amarela silvestre no Estado de SP: 501
Mortes de macaco por febre amarela na Grande SP: 44 (sendo 30 em Mairiporã)
Mortes em Guarulhos: 1 ( em um pesqueiro localizado na Estrada dos Veigas, região do Marmelo, no dia 28 de novembro).
Investigações de outras duas mortes:
As outras duas mortes que ainda não foram confirmadas se foi realmente por febre amarela, ocorreram no bairro do Cabuçu e no Parque da Cantareira. Os veterinários do Centro de Zoonoses da prefeitura, já coletaram material para análise, mas a confirmação deverá ser fornecida nas próximas semanas pelo Instituto Adolfo Lutz.

Reportagem: Ulisses Carvalho
[email protected]
Foto: Ivanildo Porto

- PUBLICIDADE -