Arte-educadores assinam manifesto pelo início do programa CulturAtiva

Previsto para começar no segundo semestre do ano passado, o programa CulturAtiva, iniciativa do governo municipal, ainda é uma verdadeira incógnita. Diante deste quadro, arte-educadores selecionados para compor a estrutura organizacional do projeto cobram, por meio de um manifesto, providências em relação à iniciativa e também a efetivação dos 42 profissionais.

“Segundo consulta de Processos Administrativos no portal Fácil Guarulhos, constata-se que o tramite ainda não esta completo. No dia 5 deste mês o projeto saiu da Divisão Administrativa de Expediente da Secretaria de Educação para a Secretaria de Justiça, e no dia 9 saiu da Justiça para o Gabinete do Procurador Geral do Município onde se encontra parado até esta data”.
Os profissionais selecionados tentam agendar reunião com o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel), João Pannocchia, e o subsecretário de Cultura, Adalmir Abreu, para discutir o assunto ainda neste mês.

De acordo com eles, desde dezembro de 2015 o município não conta com um projeto voltado para arte-educação. Os arte-educadores também ressaltam que não existe qualquer proposta para esta iniciativa e tampouco inscrições para receber projetos.

“Não há um projeto que conecte profissionais em diferentes pontos culturais da cidade, que relacione diferentes grupos de crianças, adolescentes e adultos da cidade por meio de experiências artísticas coletivas. E esse projeto é dever do poder público, e tem sido uma dívida há mais de 2 anos”.

Antônio Boaventura
[email protected]
Foto: Ivanildo Porto

- PUBLICIDADE -