As tarifas dos ônibus municipais de Guarulhos devem subir 3%, o mesmo índice da inflação acumulada nos últimos 12 meses, a partir do próximo dia 1 de fevereiro de 2018, passando dos atuais R$ 4,15 para R$ 4,30 para pagamentos mediante a apresentação do Bilhete Único. No mesmo período, o valor do óleo diesel, um dos principais insumos que interferem nos valores do transporte público, sofreu um aumento de 6,82%. A informação foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira, dia 26.

O último reajuste autorizado em Guarulhos ocorreu em 20 de janeiro do ano passado, quando as tarifas passaram de R$ 3,80 para R$ 4,15, um reajuste 50% menor que aquele autorizado pelo governo anterior e que chegou a elevar as passagens em Guarulhos para R$ 4,50 no final de 2016. O novo valor, no entanto, ainda está 4,4% abaixo daquela tarifa.

A exemplo do que já é praticado em outros municípios como Campinas e Sorocaba, para pagamentos em dinheiro ou para as empresas que adquirem o vale-transporte, a Prefeitura está criando a Tarifa Integral, cujo valor será de R$ 4,70. Um dos objetivos é diminuir a circulação de dinheiro dentro dos coletivos, como forma de aumentar a segurança tanto dos motoristas como dos passageiros. Atualmente, apenas 12,9% dos usuários de transporte em Guarulhos utilizam o dinheiro vivo como forma de pagamento das passagens.

Economia de R$ 36 milhões em subsídios

Segundo as planilhas apresentadas pelas empresas de ônibus que operam o sistema de transportes em Guarulhos ao Conselho Municipal de Transportes e Trânsito (CMTT) no final de 2017, o valor da tarifa na cidade, sem a necessidade da Prefeitura pagar subsídios, deveria ser de R$ 5,05. Com a tarifa a R$ 4,15 (valor atual), o Município precisaria desembolsar até o final deste ano R$ 71.963.032,00 em subsídios.

Com a tarifa a R$ 4,30 sem a criação da “Tarifa Integral”, o valor do subsídio seria de R$ 59.940.216 até o final de 2018. Porém, com o modelo escolhido pela administração de tarifa para o Bilhete Único a R$ 4,30 e com a “Tarifa Integral” a R$ 4,70, o valor final do subsídio cai para R$ 35.015.016,00, praticamente a metade que o não reajuste oneraria os cofres municipais.

Alguns dados importantes sobre tarifas:

– 12,9% dos passageiros em Guarulhos usam dinheiro para pagamento das tarifas

– O Bilhete Único em Guarulhos permite até quatro viagens no período de duas horas

– Tarifas em outras cidades de São Paulo atualmente:

Barueri – R$ 4,35

Osasco – R$ 4,35

Mogi das Cruzes – R$ 4,10

Campinas – R$ 4,30 (Bilhete Único com direito a duas viagens + R$ 0,40 a partir da terceira) / R$ 4,70 a tarifa cheia

Sorocaba –R$ 4,20 / R$ 5,25 (Vale Transporte)

12 COMENTÁRIOS

  1. e uma vergonha nois nao temos onibus em guarulhos que vale esse valor de passagem de 4.30 um aumento abusivo se melhorasse o transporte e diminuisse o percusso das viajem um exemplo a linha 731 demora 1hora pra chegar no centro de guarulhos e veici versa ate o terminal pimentas e tb demorao passar nos pontos de parada o guti vamos avaliar melhor esse aumento obg

    • Fora que se pagar em dinheiro sobe pra R$4,70, se quer evitar roubos, melhorem a segurança da cidade, eles não irão roubar o dinheiro da passagem, mas o da carteira do trabalhador junto com seu celular e outros pertences serão roubados com certeza

  2. Jornaleco tendencioso, querendo mostrar que esse aumento é benéfico para a população, estão aprendendo direitinho com a Globo. Vão aumentar a qualidade do transporte público? Vão colocar mais ônibus nas ruas para circularem? Ou só vão aumentar mesmo a tarifa e o povo que se dane?

  3. Vocês comentataram em cobrança de tarifa a 4,70 para pagamento em dinheiro visando segurança dos motoristas e passageiros excluídos os cobradores como se nem existicem,está aí um verdadeiro preconceito contra os cobradores.

  4. Até quando ouviremos falar do governo anterior, para justificar as mazelas do atual governo, não temos ônibus que justifique o valor do transporte público, SRS trabalhem deixem um bom governo . Já deu esse mi mi mi de falar mal do governo anterior

  5. Vão aumentar blz mas cadê onibus com ar condicionado com piso baixo para cadeirante isso não cobram tirar da população são espertos pra caramba fala sério.

  6. Pouca vergonha isso.pagamos pra não ter saúde, pagamos pra não ter educação , pagamos pra não ter segurança e ainda vamos pagar pra não ter transporte.
    Tomem vergonha cambada de políticos sangue-sugas.

  7. Acho que vai gerar muita confusão esses dois tipos de cobranças, porque se eu não tenho o bilhete único e faço o mesmo percurso de quem tem , pagarei R$0,40 centavos a mais !!!!!!
    Acho que a população deveria ser consultada antes de implantar tais cobranças.

  8. Além dos ônibus Municipais serem muito velhos caindo aos pedaços com amortecedores vencidos , não tem Ar Condicionado , sendo que em São Paulo os ônibus são mais novos e com Ar e a Passagem ser R$ 03,80. Como essas empresas explicam Isso? Hamm!!!!!

  9. Pagar 4,70 se for em dinheiro?! Que Absurdo!!! Sendo que em muitas vilas não tem local para recarregar os bilhetes, tendo que ser gasto o valor em dinheiro (já que o valor é depositado exatamente um dia após o termino da passagem) para ir até o centro e ai sim recarregar, gastando tempo e condução desnecessária. ¬¬” Então, vou continuar pegando os emtu, tá o mesmo valor e passa bem mais opções de trajeto até a ponte grande.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here