Mãe de usuária que quebrou recepção em UBS diz que funcionário teria negado atendimento

Mãe de usuária que quebrou recepção em UBS diz que funcionário teria negado atendimento

A cobradora Mirela Rita Garcia, 52, mãe da usuária Gladys da Silva dos Santos, 31, que teria quebrado toda a recepção da Unidade Básica de Saúde (UBS) Dona Luíza, localizada na rua Centenário, n° 446, no Jardim Centenário, na região do Pimentas, afirmou em entrevista ao HOJE, que um funcionário teria jogado os documentos de Gladys em cima dela, além de ter negado atendimento.

“Ele jogou o papel nela e disse que não iria atender mais”, afirmou Mirela, revelando que após essa situação, Gladys teria perdido a paciência, o que teria culminado na quebra da recepção e também em uma possível agressão a um funcionário, que teria sido arranhado. A Secretaria de Saúde, afirma o oposto, e disse que o atendente do Sistema Único de Saúde (SUS), havia acabado de agendar uma consulta para Gladys na próxima quarta-feira (14).

“Sem motivo, a usuária avançou sobre o funcionário, quebrou as baias da recepção e derrubou os computadores. Foi lavrado Boletim de Ocorrência no 4º Distrito Policial, a agressora foi detida e deve responder civil e criminalmente pelos fatos”, afirmou em nota a Secretaria de Saúde.
Segundo a mãe da acusada, não é a primeira vez que ocorrem problemas nesta unidade de saúde, já que quando Gladys tentava marcar uma consulta, os enfermeiros pediam para retornar outro dia. “Além desses problemas, também não tinha remédio na UBS”, afirmou Mirela.

Após a prisão, Gladys foi levada para a carceragem do 4° Distrito Policial, quando teria convulsionado, sendo encaminhada para a UBS do Alvorada, onde estaria aguardando a chegada de uma ambulância para realizar a transferência para o Hospital Pimentas-Bonsucesso.
Gladys teria problemas de pressão, além de perder a pouco tempo gêmeos durante a gravidez, a acusada também sofre de convulsões. “Eles estipularam uma fiança de R$ 1000 para que ela fosse solta”, afirmou a mãe.

A Secretaria da Saúde afirmou que mesmo sendo o primeiro caso de agressão, Gladys já demonstrava um comportamento agressivo durante as outras vezes em que teria recebido atendimento na unidade.

Reportagem: Ulisses Carvalho
ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

4 Comentários neste post

  1. Claudio

    É claramente uma mentira deslavada dizer que foi negado atendimento a qualquer usuário do SUS. A negação do atendimento é totalmente por parte da péssima gestão da prefeitura e recursos direcionados indevidamente, onde faltam remédios, equipamentos no geral, infraestrutura decente, respeito, consideração e proteção aos funcionários que estão no dia a dia atendendo pessoas que, muitas vezes algumas já vão “armadas” psiquicamente com todo tipo de estupidez e violência, com incentivo indiretamente do prefeito que posta vídeo chamando a atenção de funcionários já desgastados e cansados com toda incompetência dessa gestão.
    Ao invés de protestarem nas secretarias, câmara municipal, passo municipal, vão às unidades e hospitais cobrarem de forma violenta àqueles que não têm culpa alguma da má gestão e falta de consideração à cidade. Pelo contrário, os profissionais que estão no atendimento e administração das UBS’s, Policlínicas,, Hospitais, UPA’s, USF’s, etc…é que fazem funcionar o que ainda funciona no sistema de saúde.

    Responder
  2. Sandra Fernandes

    Nada disso justifica a violência!Penso que nós servidores não podemos ser agredidos dessa forma,pois não temos culpa das condoções que estamos enfentando,trabalhando com medo e sem suporte algum,somos vítimas dessa gestão desastrosa! Os usuários desgarregam suas frustrações com o desrespeito por não conseguirem ser atendidos em suas necessidades por parte dessa gestão negligente!!

    Responder
  3. Funcionários agredidos…população sem atendimento ..sem medicações. E os governantes???somos todos vitimas população e funcionarios #desabafo

    Responder
  4. Adelson Pedro Ferreira

    uma verdadeiro bagunça na saúde pública as pessoas perdem a cabeça só por Deus

    Responder

Deixe seu Comentário