Com urgência, três projetos do Executivo provocam convocação de extraordinárias

Com urgência, três projetos do Executivo provocam convocação de extraordinárias

A Câmara Municipal realiza nesta quinta-feira (22) sessões extraordinárias para votar projetos da administração pública em caráter de urgência. O presidente do Legislativo, vereador Eduardo Soltur, afirma que mesmo com a urgência em votar as propostas do prefeito Guti (PSB), os trabalhos na Casa de Leis não são prejudicados. Nesta quinta os vereadores avaliam três propostas governistas que alteram cargos no governo municipal.

“A sessão extraordinária que chamamos é para votar um projeto que já está na Casa a algum tempo, que é dos procuradores”, justificou Eduardo Soltur sobre a realização de novas sessões parlamentares extraordinárias para votar projetos de interesse do governo municipal.
Soltur também negou que os desdobramentos da Comissão Especial de Inquérito (CEI), que investiga o vice-prefeito Alexandre Zeitune (Rede), possa estar interferindo diretamente nos trabalhos da Casa de Leis. “Não está atrapalhando em nada, até porque os horários das reuniões não batem com os horários das sessões”, concluiu.

Assim como antecipou o HOJE, os vereadores podem votar na sessão desta quinta-feira o projeto que prevê a transição do regime trabalhista dos procuradores municipais. Para que isso ocorra, a prefeitura precisa apontar na proposta qual é o impacto financeiro causado ao município em caso de aprovação, além do cálculo atuarial.

Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br
Foto: Ivanildo Porto

Deixe seu Comentário