Pelo Aeroporto, Grupo CCR deve fazer proposta nos próximos dias por fatia da Invepar

Pelo Aeroporto, Grupo CCR deve fazer proposta nos próximos dias por fatia da Invepar

De olho na participação acionário do Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos, em Cumbica, o Grupo CCR deve fazer nos próximos dias proposta por pouco mais de 20% das ações da Investimentos e Participações em Infraestrutura S/A (Invepar). Este percentual é referente da parcela que detém a empreiteira OAS, citada na Operação Lava Jato, na holding de infraestrutura.

Esta condição somente será possível por que o Mubadala, fundo financeiro de Abu Dhabi, e a francesa Vinci não exerceram a preferência de aquisição. O acordo desta inclinação foi fechado entre eles em dezembro do ano passado, e que expirou seu prazo nos primeiros dias deste mês.
Entretanto, a transferência das ações faz parte do processo de recuperação judicial da OAS em função dos desdobramentos da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal. Mas, para que esta operação possa ser concretizada, o governo do Rio de Janeiro precisa autorizar, já que a Invepar tem participação no Metrô carioca.

O Grupo CCR afirmou que não comenta especulações de mercado. E informa também que a empresa está sempre atenta às oportunidades de novos negócios apresentadas nos mercados nacional e internacional, alinhado às premissas de disciplina de capital, crescimento qualificado e sustentável, ancorado no desenvolvimento da infraestrutura para o crescimento do País.
A CCR também ressalta que em função dos princípios de ética e governança corporativa que regem as práticas da companhia, a CCR esclarece que utilizará os seus canais de comunicação para informar sobre qualquer negociação oficial em curso. Já a Invepar preferiu não se pronunciar sobre o assunto.

Antônio Boaventura
antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

Deixe seu Comentário