Guarulhos combate micose infecciosa que afeta gatos e humanos

Meio Ambiente - Diligência - 05.09.2016 - Nico Rodrigues

Uma ferida avermelhada que não coça, mas dói. Cuidado! Você pode estar com esporotricose – micose causada por fungo que contamina humanos e gatos. O tratamento precisa iniciar imediatamente. Para saber como evitar o contágio e tratar a doença, participe nesta quarta-feira, 29 de agosto, às 9h30, de palestra informativa ministrada em Guarulhos pelo Centro de Controle de Zoonoses. Não é preciso se inscrever, basta comparecer à Rua Santa Cruz do Descalvado, 420, no Bonsucesso. Para mais informações, ligue para 2436-3653 ou 2436-3660.

Em março deste ano, o prefeito sancionou e promulgou a Lei 7.627, de autoria da vereadora Carol Ribeiro, que determina a colocação de cartazes informativos sobre a doença em pet shops, clínicas veterinárias, hospitais e unidades de saúde. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a doença é considerada a maior infeção transmitida por animais no mundo.

O problema não é o gato, mas o fungo. Ele vive na terra e na madeira, por isso a doença costuma contaminar também a jardineiros. Como o gato oculta as fezes na terra e afia as unhas na madeira, acaba sendo infectado. Abandonar o animal é uma atitude irresponsável, porque se ele morrer a cremação é obrigatória. Caso contrário, o fungo vai para o meio ambiente e os riscos de contágio aumentam tanto para animais quanto para humanos. A doença pode levar à morte, mas tem cura. Quanto mais cedo iniciar o tratamento, melhor será o prognóstico.

Foto: Nico Rodrigues