A novela sobre a ascensão de carreira dos Guardas Civil Municipal (GCM) ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira (30). Isso por que o secretário para Assuntos de Segurança Pública (Sasp), Gilvan Passos, prometeu viabilizar este processo até o final deste ano. De acordo com informações obtidas pelo HOJE, caso não haja uma solução para este imbróglio, os guardas podem paralisar suas atividades.

“Quero reforçar o empenho e o esforço que o governo tem feito, inclusive, assim que o secretário Adam Kubo assumiu a Gestão, a primeira reunião que teve com o prefeito Guti (PSB) me cobrou sobre isso. O pedido do prefeito é que todos se unam em prol deste projeto que temos o compromisso de até o final do ano colocar a ascensão”, observou Passos.

Para implantar o processo é necessária a criação ou adaptação de leis, além de realizar estudos sobre o impacto orçamentário do município. A proposta também tem como finalidade de alterar o formato atual da ascensão, que deixaria de ser por avaliação dos superiores e passaria a ser por meio de concurso interno.

“Na terça (4) teremos uma reunião com o secretário Adam Kubo, representantes do sindicato e dos GCMs juntamente com um procurador para tratarmos sobre isso. O nosso trabalho não parou em nenhum momento e não é fácil. Temos que mexer em leis e os procuradores estão trabalhando firme nesta questão”, disse.

Atualmente o município conta com 777 agentes da Guarda Municipal e um orçamento anual de quase R$ 80 milhões.

Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here