Condenado por estuprar a cunhada, homem deixa a prisão e mata a filha

Horas após deixar a cadeia onde estava desde julho, acusado de estuprar a própria cunhada que tem problemas mentais, Horácio Nazareno Lucas, de 28 anos, foi para a casa em um sítio na cidade de São Roque, no interior de São Paulo, agrediu a mulher a socos e matou a filha adolescente de 13 anos, Letícia Tanzi, a facadas. O crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira (3).

Enquanto o acusado estava preso, a família teria descoberto que ele também estuprou a filha em 2017, e o denunciou à polícia. Testemunhas disseram que, antes de matar a filha, Lucas tentou esganar a mulher, que conseguiu se desvencilhar e fugiu. O homem, que está foragido, trancou outro filho de 6 anos no quarto e matou a adolescente.

O irmão mais novo da vítima conseguiu fugir e encontrou uma viatura da PM próxima de casa, comunicando o crime. Os policiais encontraram Letícia ferida no chão da sala. A adolescente foi socorrida para a Santa Casa de São Roque, mas não resistiu aos ferimentos.

Horácio havia conseguiu autorização da Justiça na terça-feira (2) pela manhã para responder a acusação de estupro contra sua cunhada em liberdade, crime que teria ocorrido em 2012. Na ocasião ficou sabendo que a mulher e a filha haviam feito uma nova denúncia contra ele e teria decidido se vingar.

Até a conclusão desta edição, o acusado do crime não havia sido preso e o corpo de Letícia ainda não havia sido liberado do Instituto Médico Legal (IML). O crime chocou os moradores de São Roque.