Com seis casos de explosão a caixas eletrônicos em Guarulhos neste ano, nenhum suspeito ainda foi preso pela polícia

Reportagem: Ulisses Carvalho 

[email protected]

Com o caso da madrugada desta segunda-feira (29), onde criminosos explodiram caixas eletrônicos do mercado Fonte Nova, localizado na Estrada David Correia, no bairro do Recreio São Jorge, o número de ocorrências envolvendo caixas eletrônicos chega a seis na cidade, e todos ainda sem nenhuma solução, ou seja, nenhum suspeito de participar nas ações foi preso.

Os dados contabilizados pela reportagem do HOJE incluem ocorrências em bairros como Pimentas, Recreio São Jorge, Jardim Tranquilidade e Jardim Presidente Dutra, este último, conta com dois casos, sendo o primeiro no dia 29 de junho (sexta-feira) e o segundo, no dia 6 de julho (sexta-feira). Estes dois ataques com diferença de apenas uma semana foram realizadas na mesma agência do banco Santander, localizada na rua Nova York.

A maior parte desses sete ataques a caixas eletrônicos, o horário que os criminosos escolheram foi entre 3h e 4h da madrugada. Além do Jardim Presidente Dutra, outro bairro que conta com dois casos é Recreio São Jorge, já que no mês de julho, houve um ataque ao Supermercado da Mamãe, onde na fuga, os bandidos atearam fogo em dois veículos na avenida Silvestre Pires de Freitas, para dificultar o trabalho da polícia.

A reportagem questionou a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), sobre o número de casos e o andamento das investigações, porém, a secretaria afirmou que não fornece mais detalhes para não atrapalhar as investigações. “A Polícia Civil de Guarulhos investiga todos os casos mencionados, que estão sob sigilo e, desta forma, mais detalhes não podem ser divulgados”.

Além disso, a SSP também destacou que o trabalho da polícia militar tem se intensificado nos locais mais críticos, com base na análise dos índices criminais. “De janeiro a setembro deste ano, 2.273 pessoas foram presas em flagrante, 1.314 veículos foram recuperados e 178 armas de fogo foram apreendidas pelas polícias na cidade. Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve redução de 6,7% nos índices de furto e roubo”.

Relembre os casos de ataques a caixas eletrônicos na cidade neste ano:
Primeiro Caso- Explosão a caixas eletrônicos no Pimentas (25 de maio)
Na madrugada desta sexta-feira (25), às 4h, explosão a dois caixas eletrônicos na avenida Jurema, no bairro do Pimentas. Com o impacto, outros caixas eletrônicos foram afetados. O caso foi registrado no 4° Distrito Policial.
Segundo Caso- Jardim Presidente Dutra (29 de junho)
Dessa vez, o ataque aos caixas eletrônicos foi na rua Nova York, no bairro Jardim Presidente Dutra, onde criminosos atacaram uma agência do banco Santander.
Terceiro Caso- Jardim Presidente Dutra (6 de julho)
A mesma agência do banco Santander na rua Nova York volta a ser atacada após uma semana. O caso foi registrado no 7° Distrito Policial.
Quarto Caso- Recreio São Jorge ( 12 de julho)
Explosão a caixas eletrônicos do supermercado Mamãe, localizado na avenida Palmira Rossi, no bairro Recreio São Jorge. Na fuga, os bandidos teriam ateado fogo em dois veículos na avenida Silvestre Pires de Freitas. O boletim de ocorrência foi lavrado no 9° Distrito Policial.
Quinto Caso- Jardim Tranquilidade ( 7 de agosto)
Na madrugada desta terça-feira (7), às 4h20, agência do Banco Itaú é explodida. A agência está localizada na avenida São Paulo, n° 173, no bairro Jardim Tranquilidade. De acordo com a PM, o boletim de ocorrência foi lavrado no 5° Distrito Policial.
Sexto Caso- Recreio São Jorge (29 de outubro)
Explosão de caixas eletrônicos no mercado Fonte Nova, localizado na Estrada David Correia, no bairro Recreio São Jorge. Os bandidos teriam fugido em dois veículos.

 

 Foto: Ivanildo Porto