Prefeitura participa de simulado de acidente aéreo no Aeroporto de Guarulhos

A Secretaria de Saúde, o SAMU e a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Compdec) participaram do simulado de acidente aéreo, com 43 passageiros no Aeroporto Internacional de Guarulhos. O teste avaliou as habilidades de 26 organizações durante uma ocorrência de combustão dos motores de um Airbus A-330, com o objetivo de preparar as equipes para o atendimento de um evento real.

As 43 vítimas foram classificadas em quatro condições de gravidade: 12 gravíssimas, 9 graves, 1 fatal e 21 ilesas. Após a triagem, os resgatados foram encaminhados às unidades de saúde municipais e estaduais capacitadas para as complexidades dos ferimentos (pouco urgente, emergência ou urgência), e os ilesos acolhidos e conduzidos às famílias.

A coordenadora médica do complexo regulador municipal, Magda Costa Silva, afirma que o exercício foi importante para o teste de forças. “Todos os serviços corresponderam às expectativas no atendimento médico. Isso mostra que estamos evoluindo e avançando. É de fundamental importância realizar frequentemente simulados como esse, pois só assim poderemos praticar cada vez mais o fluxo de atendimento das urgências e emergências”, afirmou Magda.

Para o Coordenador de Proteção e Defesa Civil, Waldir Pires, a integração das instituições colabora para que sejam compartilhadas diferentes perspectivas sobre os pontos negativos e positivos da ocorrência executada, neste caso, de acidente aéreo. “Com o evento podemos conhecer uns aos outros, até porque ele foi muito próximo à realidade. Trabalhamos o sistema start (classificação de risco pré-hospitalar), e cada equipe cuidou de uma vítima. Além disso, as vítimas realmente foram para os hospitais, mostrando a seriedade do simulado”, concluiu.