No próximo sábado (30), às 9h, no auditório do Paço Municipal, no Bom Clima, acontece a primeira audiência pública para tratar do Plano de Mobilidade Urbana de Guarulhos. Será o primeiro encontro público após a reunião do último dia 14 de março, na sede da Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana, (STMU), quando o Conselho Municipal de Transportes e Trânsito elaborou formulações para tratar do gerenciamento e formação do plano, que está previsto em lei federal e que obriga os municípios com mais de 20 mil habitantes a terem esse documento. 

O primeiro prazo foi fixado para 2015, mas o governo federal estendeu para abril de 2019 pela edição da Medida Provisória 818/2018, que alterou a Lei 12.587/12 (Política Nacional de Mobilidade Urbana). A cidade que não apresentar o Plano de Mobilidade Urbana para os próximos 10 anos fica impedida de contratar recursos federais para investir na área.

Ação para Deslocamentos

O planejamento previsto é de 10 anos e vai servir como instrumento de desenvolvimento relacionado ao deslocamento de pessoas e bens pela cidade. Não se trata apenas de cuidar do trânsito, mas das opções viárias que uma aglomeração de pessoas requer e comporta em municípios com uma população acima de 20 mil pessoas.

A elaboração deve ocorrer de forma integrada com os planos diretores e a revisão deve ocorrer a cada 10 anos. Em Guarulhos, o grupo de trabalho é constituído por 15 pessoas. Como a regulamentação é feita pelo plano diretor, todas as sugestões apresentadas pelo grupo em termos de mobilidade urbana podem ser aprovadas por decreto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here