Contra o Covid-19, Câmara Municipal de Guarulhos restringe o acesso ao plenário

Para evitar a chegada do coronavírus (Covid-19) aos corredores do parlamento guarulhense, o presidente da Câmara Municipal, vereador Professor Jesus (sem partido) restringiu, por meio de ato da Mesa Diretora, o acesso ao plenário de assessores, jornalistas e outros funcionários durante realização de sessões parlamentares. A realização de outros eventos no plenário também está cancelada. A medida, que não tem data para ser revogada, teve início nesta quarta-feira (12).

A galeria do Legislativo, que tem capacidade para receber cerca de 250 pessoas, ficou completamente vazia, além do plenário, que teve acesso reduzido para assessores parlamentares [um profissional por vereador] e profissionais de comunicação [um representante por veículos de imprensa, o que prejudica o trabalho dos jornais impressos que cobrem as sessões com jornalista e repórter-fotográfico].

A vereadora Janete Pietà (PT) sugeriu que uma medida austera pudesse ser adotada em relação ao Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos, em Cumbica, por conta do grande fluxo de circulação de pessoas no local. O líder do governo, vereador Eduardo Carneiro (PSB), também admitiu esta necessidade.

“Acredito não ser a medida ideal a de proibir a entrada dos munícipes na galeria, mas acredito que tenhamos de nos reunir para discutir ações a serem realizadas no Aeroporto. Lá passam muitas pessoas, além de ser a porta de entrada do nosso país”, observou.