Apesar do risco, SindFeira mantém a realização de feiras livre no município

Apesar do risco de contaminação do coronavírus (Covid-19), o Sindicato dos Feirantes, em comum acordo com a Prefeitura de Guarulhos, decidiu manter a realização das feiras livres, normalmente, no município. A orientação da entidade sindical é para que os feirantes trabalhem paramentados – com o uso de máscaras -, e a utilização frequente do álcool em gel para a higienização das pessoas.

“A manutenção do funcionamento da feira livre é fundamental para a segurança alimentar da população a fim de garantir o abastecimento num momento crítico como o que estamos enfrentando”, declarou Hélio Teruia, presidente do SindFeira.

As entidades afirmam que o uso somente de uma máscara facial garante a proteção contra infecções e deve ser combinado com outras medidas de proteção pessoal, como higienizar as mãos, manter distância de pessoas com sintomas e praticar a etiqueta respiratória (ao tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz com o cotovelo flexionado ou com um lenço – em seguida, jogar fora o lenço e higienizar as mãos).

“Nenhuma medida preventiva é 100% eficaz para prevenir infecções, mas todas elas, de maneira conjunta, podem reduzir as chances de disseminação da infecção”, disse Jarbas Barbosa, vice-diretor da Opas.

Já a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) informou que as feiras livres continuarão acontecendo normalmente, já que são realizadas em locais ao ar livre e oferecem menos risco aos consumidores que em mercados fechados.