Covid-19: ACE descarta apoio a realização de carreatas como protesto para reabertura do comércio

Sílvio Alves, presidente da ACE, descarta apoio às carreatas como meio de manifesto para reabertura do comércio - Crédito: Divulgação

Da Redação
[email protected]

A Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE-Guarulhos) não apoia a carreata contra o isolamento social que está sendo divulgada nas redes sociais. A ação está prevista para acontecer no Taboão nesta quinta-feira (02) e sexta-feira (03). Entretanto, através de liminar concedida pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Guarulhos, a Prefeitura conseguiu impedir o ato.

Neste momento de dificuldade, causado pela pandemia do coronavírus, a ACE-Guarulhos tem mobilizado toda a sua equipe para encontrar soluções que minimizem os prejuízos do setor produtivo. Em nossos canais de comunicação é possível acompanhar todas as nossas ações neste sentido.

Sobre a reabertura dos estabelecimentos comerciais, a ACE-Guarulhos tem dialogado com a Prefeitura de Guarulhos para que, em conjunto, soluções sejam buscadas sem alarmismos e obedecendo a todas as recomendações das autoridades de saúde. De acordo com o presidente daquela entidade, Silvio Alves, não é a hora de acirrar os ânimos.

“A entidade tem feito tudo que está ao nosso alcance em socorro aos empresários da cidade. Solicitamos a suspensão de impostos municipais. Pedimos para cooperativas financeiras prorrogarem prazos de empréstimos e oferecerem linhas de créditos mais vantajosas. Solicitamos reforço policial em áreas comerciais. E oficializamos pedidos de ajuda em concessionárias de energia, luz e gás, além das imobiliárias”, disse o dirigente.

Para o presidente, reduzir o número de mortes deve ser a prioridade. “Não podemos incitar o fim desordenado do isolamento social. A Covid-19 já matou quase 40 mil pessoas em apenas três meses. É uma doença séria. Precisamos, sim, manter a economia ativa, mas sem colocar a saúde da população em risco”, finalizou.