Guti ‘libera’ uso de hidroxicloroquina no combate ao Covid-19 e confirma a 1ª morte no 3CGRU

Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução Facebook

O prefeito Guti confirmou a primeira morte no Centro de Combate ao Coronavírus (3CGRU), no Parque Cecap, neste sábado (11), pelo Covid-19. A vítima Zenaldo Gonçalves de Queiróz, era assessor do líder de governo na Câmara Municipal, vereador Eduardo Carneiro. “Tivemos essa notícia ruim e os números não param de aumentar. Cada vez mais esse vírus está chegando perto da gente e matando pessoas queridas, próximas a nós”, lamentou o chefe do Executivo.

Guti também informou que cinco pacientes tiveram alta do hospital de campanha nesta sexta-feira (10). Ele divulgou que a cidade está com 13 mortes, 5.593 casos suspeitos e 134 casos de coronavírus confirmados, além de 48 mortes investigadas. “Sabemos que os números são ruins, estamos trabalhando com um retardo de 15, 20 dias dos números reais, que é o tempo que o laboratório leva a confirmar as mortes e os casos registrados em Guarulhos”, disse.

Ele disse ainda, durante a live transmitida às 17h, que seguindo orientação do Ministério da Saúde, “o médico em Guarulhos que tiver convicção de que tem que tratar o paciente com hidroxicloroquina, que achar que este é o tratamento adequado, ele poderá utilizar esse medicamento sem restrição”.

E ratificou: “Guarulhos não impõe nenhuma restrição a esse medicamento. Se o médico achar que tem que usar o hidroxicloroquina, pode fazê-lo da maneira que achar correta”.