Troca no ministério deve ocorrer nesta quinta ou sexta, diz Mandetta

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a troca no comando da pasta deve ser feita nesta quinta-feira, 16 ou, “no mais tardar”, no dia seguinte (quinta-feira, 17). “Mas, enfim, isso deve se concretizar”, afirmou.

Mandetta participa de uma videoconferência sobre enfrentamento à covid-19 na manhã desta quinta-feira, promovida pela Iniciativa FIS, com especialistas e pessoas da indústria da saúde. “Esse vírus não negocia com ninguém. Aqueles que não querem entender que ele é extremamente agressivo ao sistema de saúde acabam ficando presos a análises deles, do organismo individual das pessoas. Sendo que ele é muito mais letal ao sistema de saúde do que ao indivíduo”, afirmou Mandetta.

O ministro disse que ele e sua equipe terão “todo o cuidado” para conduzir a troca de comando na Saúde. “Para amparar quem quer que seja que venha para cá. Não fazer movimento brusco… Eu sou peça menor dessa engrenagem”, disse. “O serviço continua “

O presidente Jair Bolsonaro começa a receber nesta quinta-feira nomes que podem ocupar a vaga de Mandetta. O primeiro da lista é o oncologista Nelson Teich, que atuou na campanha eleitoral do presidente, convidado por Paulo Guedes, e tem apoio da classe médica.