Dia Internacional de Combate às Drogas é celebrado e a Prefeitura está nessa luta

O Dia Internacional de Combate às Drogas é celebrado nesta sexta-feira (26). Em Guarulhos,  criado pela Prefeitura, com a participação conjunta das secretarias de Assuntos para Segurança Pública e de Educação, o Programa Grupo Unido na Ação às Drogas (Guard) contribui há 14 anos de forma ampla para a conscientização sobre os males envolvidos no tráfico e no uso indevido e abusivo de drogas.

O Guard, grupamento especializado da Guarda Civil Municipal, desenvolve programas educacionais preventivos com crianças e adolescentes da rede municipal e estadual de ensino, ONGs e diversas outras instituições. Estudos com dados científicos comprovam que cada dólar investido na prevenção às drogas gera uma economia de 10 dólares para o país, evitando gastos relacionados com assistência social, segurança pública e saúde, entre outras áreas. 

Atuar e investir na prevenção é ter a certeza de colher bons resultados para a saúde pública e a cultura de paz. Nesse sentido, a Prefeitura acredita que a prevenção é uma ferramenta eficaz para a diminuição da violência escolar e para a redução das ocorrências criminais que envolvem dependentes químicos.

Conscientização

O programa Guard atua para fortalecer o protagonismo dos alunos, a valorização da autoestima, como dizer não às drogas, pressão da mídia, os males das substâncias psicoativas, entre outras abordagens. Nos cursos e palestras oferecidos são utilizados materiais didáticos como apostilas, cartilhas, videoaulas, além do trabalho lúdico no desenvolvimento pedagógico com dinâmicas, musicalização, dramatização e fantoches.

Para o coordenador do programa, Washington Luiz de Santana, o Dia Internacional de Combate às Drogas é mais uma data para lembrar o efeito nocivo dos entorpecentes para sociedade e que é necessário pensar em políticas públicas que envolvam a integração de toda a sociedade. “As escolas, famílias, comerciantes, líderes religiosos, entre outros atores, podem contribuir para o fortalecimento da prevenção universal no sentido de diminuir o abuso de drogas e a violência gerada por ela nas escolas e na sociedade. Dessa forma, é possível diminuir os fatores de riscos e potencializar os de proteção”, ressalta.