Eleições 2020: Com três dias para as eleições, TSE indefere quase 10% das candidaturas ao legislativo

Antônio Boaventura
[email protected]

Há três dias para o processo eleitoral que elege neste ano prefeitos e vereadores, Guarulhos conta com 96 candidaturas ao legislativo indeferidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e outras 10 com pedido de renúncia dos 1.169 postulantes à Câmara Municipal. O Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) conta com 49 postulantes nesta condição, além do PCdoB que registra 17 candidatos nesta mesma situação. Ambos os partidos ingressaram com recurso e aguardam por uma definição do tribunal.

Candidato à prefeito e presidente do PRTB Guarulhos, Rodrigo Tavares, que concorreu ao Governo do Estado no último pleito realizado em 2018, revelou que o incidente ocorreu por conta da formatação ou tipo de arquivo no envio das informações para o TSE. Contudo, o mandatário acredita que as candidaturas de seus filiados deva estar aprovadas pelo tribunal eleitoral, ainda, nesta quinta-feira (12). O TSE classifica elas como candidaturas indeferidas com recurso.

“Foi o formato do arquivo que não subiu no sistema. Salvamos em JPEG e deveria ser em PDF. Não prejudica em nada, pois já está solucionado e deve aparecer, ainda, hoje no sistema”, explicou Rodrigo Tavares, presidente do PRTB Guarulhos e candidato à prefeito.

A reportagem também procurou a ex-vereadora Marisa de Sá, presidente do PCdoB, para que pudesse esclarecer os motivos que culminaram no indeferimento do TSE de 17 candidaturas, porém, até o momento, não obtivemos qualquer resposta. Além destas siglas partidárias, o Podemos (8), PMB (2), Solidariedade (2), PTB (2) e PMN (1) se encontram nesta mesma condição e aguardam o julgamento do tribunal dos respectivos recursos.

Já o Partido Social Liberal (PSL), ex-partido do presidente Jair Bolsonaro, em Guarulhos teve a rejeição por parte do TSE de 10 pedidos de candidaturas. No entanto, a sigla e muito menos os respectivos, candidatos, segundo informações obtidas pela reportagem, optaram por não ingressar com recurso para que pudessem disputar o pleito eleitoral e aguardar posteriormente o julgamento do órgão. Também constam nesta mesma situação candidatos do PCdoB (1), Cidadania (1), PTC (1), PSDB (1) e DC (1).

“Como houve duas atas de convenção e a partir da renúncia da candidatura à prefeito do Néfi Tales e com o meu retorno à presidência, a Justiça Eleitoral indeferiu as pessoas que estavam na ata dele. E como a minha convenção foi a primeira à ser realizada foi a validada. Alguns consegui colocar na nossa ata e a justiça permitiu para que não fossem prejudicados”, declarou Matheus Tolentino, presidente do PSL Guarulhos.

O TSE também registrou a desistência e ou renúncia de 10 concorrentes de diferentes legendas partidárias. O PDT é o partido com maior número de renúncia. Foram três. Entretanto, de acordo com informações obtidas pela reportagem, duas dessas foram substituídas. DC e PTB tem duas desistências cada, Avante, PMN e Cidadania uma. As demais candidaturas aguardam julgamento do TSE ou já se encontram deferidas.