Polícia Civil cumpre busca e apreensão em casas de nego do Borel

Polícia conta dinheiro em espécie encontrado na mansão de Nego do Borel no Recreio, na Zona Oeste do Rio — Foto: Reprodução

A Polícia Civil de São Paulo cumpriu, no início da manhã desta quinta-feira, 28, mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao cantor Nego do Borel. Os mandados foram cumpridos em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Segundo a Polícia Civil do Rio, agentes do Departamento Geral de Polícia de Atendimento à Mulher (DGPAM) foram à residência do cantor no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste.

Lá, foram apreendidos dispositivos eletrônicos “que possam conter imagens que auxiliem nas investigações”. O cantor não estava no endereço. Já em São Paulo, a Polícia Civil não deu mais detalhes sobre a apreensão. Confira abaixo o comunicado enviado ao Estadão.

“O caso é investigado por meio de inquérito policial instaurado pela 2ª Delegacia de Defesa da Mulher. Após representação da autoridade policial, a Justiça expediu mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos na manhã desta quinta-feira, 28, por policiais da unidade em endereços do suspeito em São Paulo e no Rio de Janeiro, com auxílio da Polícia Civil daquele estado. Mais detalhes não serão passados, pois o caso segue sob sigilo”

O inquérito por violência contra mulher, que o cantor nega ter cometido, foi instaurado após sua ex-noiva, Duda Reis, registrar um boletim de ocorrência no dia 14 de janeiro, alegando que sofria agressões e ameaças.

Nego do Borel ainda não se pronunciou sobre o caso nas redes sociais. Procurada pelo Estadão, sua advogada, Elizabeth Medeiros, afirmou que o caso segue sob “segredo de justiça” e não serão dadas outras declarações.