Trabalhadores da Fundação casa entram em greve

Os trabalhadores da Fundação Casa decidiram, em assembleia nesta terça-feira (15), entrar em greve a partir desta quarta (16). A categoria se reuniu após a audiência de conciliação realizada também nesta terça no TRT da 2ª Região, em que a Fundação Casa informou não ter obtido autorização da Comissão de Política Salarial (CPS) para conceder a recomposição proposta pelo Tribunal.

O TRT-2 deferiu tutela de urgência na data de ontem para manter 70% do quadro funcional em atividade em cada uma das unidades da instituição durante a paralisação.

A rejeição à proposta pela Fundação foi em relação ao reajuste do período que envolve a data-base (1º de março de 2020 a 28 de fevereiro de 2021) para aplicação a partir de 1º de janeiro de 2022. A proposta foi apresentada em audiência, realizada no último dia 3, pelo desembargador Davi Furtado Meirelles e pela juíza convocada Maria Cristina Christianini Trentini.

O ponto aceito pelo governo do estado foi em relação à suspensão do Comunicado DRH 35/2021 que diz respeito ao não fornecimento de vale-refeição para trabalhadores em férias, licenças (maternidade e adotante) e outros afastamentos.

O sindicato entendeu que a proposta apresentada é insuficiente para a possibilidade de acordo, já que estão em discussão vários outros itens já declinados na audiência anterior. Diante disso, a categoria poderá deliberar pela greve anteriormente anunciada. 

A próxima audiência está agendada para o dia 23.