Prefeitura inicia curso de soroban para pessoas com deficiência visual

Na manhã desta terça-feira (27) a Subsecretaria de Acessibilidade e Inclusão de Guarulhos deu início a mais uma edição do curso de soroban, que contempla 50 deficientes visuais divididos em turmas. A iniciativa faz parte do projeto Práticas Educativas para Inclusão Social (Peis), que visa à inclusão social por meio de ensinos diversos, entre eles o do soroban, que é um instrumento para cálculos matemáticos e aprimoramento do raciocínio lógico.

O curso é ministrado pela professora Vanessa Carilho Lanzarotto, que também é deficiente visual, e conta com o apoio da professora Fernanda Oliveira. O subsecretário Gilberto Penido mencionou a importância da pasta para atender os deficientes. “Conseguimos os sorobans por meio da doação de um dos nossos parceiros para que os nossos alunos possam ter o material em casa para treinar. Isso é muito importante”, comentou.

O secretário em exercício de Direitos Humanos, Antônio Martinho Risso, explicou que o soroban, também conhecido como ábaco, é muito popular no Japão. “Ele serve para cálculos matemáticos e desenvolve o raciocínio lógico. É um verdadeiro exercício para a mente. O aprendizado de soroban deveria ser universalizado nas escolas brasileiras, mas, em especial, para os deficientes visuais, porque ajuda aguçar os demais sentidos”, comentou.