Em ação conjunta, Deatur e Receita Federal prendem homem com mais de 180 celulares ilícitos em Cumbica

A Polícia Civil, em conjunto com a Receita Federal, deteve um homem, de 36 anos, que foi surpreendido quando tentava embarcar com mais de 180 celulares de origem ilícita. O flagrante aconteceu no Aeroporto de Guarulhos.

Um analista tributário da Receita Federal foi chamado por um funcionário do raio-x, o qual informou que o passageiro havia realizado o check-in na empresa aérea e despachado as bagagens, porém, verificou-se que o mesmo estava embarcando com diversos celulares.

Foram então acionados agentes da 3ª Delegacia da Divisão Especializada de Atendimento ao Turista (Deatur), que se deslocaram até a área, realizaram a abordagem do suspeito e confirmaram o seu vínculo com a bagagem analisada, onde foram encontrados 185 celulares e dois tablets.

O suspeito embarcaria com destino à cidade de Adis Abeba, na Etiópia. Isso porque os aparelhos celulares aqui bloqueados por se tratarem de produtos de ilícito penal não encontram restrições de funcionamento em solo africano. 

Foram feitas as verificações por amostragem de oito aparelhos, os quais foram constatados se tratarem de produto de furto e/ou roubo. Eles serão oportunamente restituídos, sendo que os celulares cujos donos não foram localizados foram encaminhados para perícia técnica.

O passaporte do acusado foi recolhido. Foi arbitrada fiança criminal, a qual não foi apresentada. O senegalês então foi recolhido ao anexo carcerário do 1º DP, onde permaneceu à disposição do Poder Judiciário