Cientistas descobrem 14 genes que causam e três que previnem a obesidade

Em um esforço para desenvolver medicamentos e tratamentos capazes de tratar com sucesso a obesidade, cientistas da Universidade da Virgínia, nos Estados Unidos, conseguiram identificar 14 genes que podem causar e três que podem prevenir o ganho de peso. A expectativa é abrir caminho para combater um problema de saúde que, só nos EUA, afeta mais de 40% da população adulta.

Os pesquisadores destacaram que há centenas de variantes genéticas que têm maior probabilidade de aparecer em indivíduos que sofrem de obesidade e outras doenças. “Mas o fato de se ter mais probabilidade de aparecer, não significa causar a doença. Essa incerteza é a principal barreira para explorar o poder da genômica populacional para identificar alvos para tratar ou curar a obesidade”, disse uma das pesquisadoras, Eyleen O’Rourke, que é membro do Centro de Pesquisa Cardiovascular Robert M. Berne.

Para superar essa barreira, eles desenvolveram um sistema automatizado que testa simultaneamente centenas de genes para um papel causal na obesidade. “Nossa primeira rodada de experimentos revelou mais de uma dúzia de genes que causam e três genes que previnem a obesidade”, explicou O’Rourke no estudo publicado na revista científica PLOS Genetics.