Associação dos Educadores Municipais esclarece o motivo da greve

Por meio uma nota, a Associação dos Educadores Municipais esclarece os motivos principais que originaram a greve, lembrando que na cidade são 140 escolas municipais, 176 mil alunos e pelo menos 70% da categoria aderiu à greve.

Na nota de esclarecimento, um dos motivos citados é o não pagamento da ampliação da jornada dos professores em 2015, quando realizaram uma jornada maior em seu trabalho, além da lei em 2015 para equiparação de salário dos professores de Educação Básica, alegando que a parcela deveria ser paga no mês de janeiro.

A cobrança ocorre na parte de gratificação de mérito dos professores, no qual alegam direito previsto em lei há 4 anos, e a evolução funcional dos professores, que também foi prometida, porém a Prefeitura não cumpriu.

A associação ainda interroga sobre onde estaria sendo gasto o dinheiro da cidade, citando um o orçamento em pouco mais de três bilhões reais e um orçamento municipal de 25% que deve ser gasto com a parte da educação.

Reportagem: Ulisses Carvalho