Mulher reclama de falta de psiquiatria nas unidades de saúde do município

Mulher reclama de falta de psiquiatria nas unidades de saúde do município. A aposentada Ana Maria, de 55 anos, conta que, quando procurou, não conseguiu achar nenhum profissional desta categoria. “Já fui a cinco unidades e não encontrei um psiquiatra”, relatou.

Maria só conseguiu encontrar no Hospital Municipal de Urgência (HMU), no Bom Clima. “Mas não adianta muito, pois lá é só pronto-socorro, logo não há como realizar um tratamento de longo prazo e medicação contínua como preciso”, comentou Ana.

A aposentada também reclama de outros problemas que são encontrados nas unidades. “Às vezes faltam remédios, além da demora do atendimento e a desorganização”, disse a aposentada. Por fim, Ana faz um apelo para que o problema seja resolvido o quanto antes, pois muitas grávidas que ela conhece necessitam do serviço. “Espero que cheguem mais médicos, pois muitas mães precisam deste tipo de tratamento”, concluiu.

A Secretaria de Saúde esclarece que todas as pessoas em sofrimento psíquico são acolhidas pelas Unidades Básicas de Saúde, visto que cada região conta com sua unidade de referência psiquiátrica e o acesso se dá pela UBS, que realiza o agendamento com o profissional sempre que necessário.

Reportagem: Gustavo Druzian