Apreensões de metanfetamina no Aeroporto de Cumbica crescem 254% em 2016

O número de apreensões de metanfetamina no Aeroporto de Cumbica cresceram 254% em 2016. Segundo a Polícia Federal (PF), no primeiro semestre foram apreendidos aproximadamente 79 quilos da substância, enquanto que no mesmo período do ano passado foram 22 quilos. O valor também supera todo o ano de 2015 que registrou 57 quilos.

O caso de maior impacto aconteceu em maio, quando a Receita Federal encontrou 11 quilos da droga escondidos em fundo falso e em duas mochilas trazidas por um brasileiro vindo da Europa. A segunda maior quantidade do ano (oito quilos) foi pega de um traficante estrangeiro em abril.

Segundo o delegado-chefe da delegacia especial da PF em Guarulhos, Marcelo Ivo de Carvalho, os criminosos estão sentindo as intervenções. “Percebemos até que já existe um desvio da rota em razão das apreensões. Temos informações de que a droga tem sido apreendida no Recife e em Porto Alegre”, comentou.

O delegado ainda conta que a maior parte da substância vem do exterior. “Às vezes, uma mesma mula (pessoa que carrega as drogas) faz duas operações: envia a cocaína para o exterior e, na volta, traz uma substância sintética para o Brasil. É uma forma de ganhar mais dinheiro”, explicou. Em um dos casos, segundo o policial, a mula recebeu R$ 50 mil pelo serviço.

COCAÍNA – A PF realizou uma prisão por tráfico de cocaína neste final de semana. A ação ocorreu na última sexta-feira, (12) onde um homem da Letônia, de 29 anos, foi abordado por policiais durante a realização de seu check-in para o voo que iria realizar a cidade de Abu Dhabi, porém, foi encontrado com ele 2kg de cocaína, escondidos entre bolsos e estojos.

Reportagem: Gustavo Druzian