As pesquisas de intenção de voto publicadas pelo HOJE nas últimas semanas dos institutos Sebram e Foccus, e até a pesquisa do Ibope realizada em Guarulhos, que mostravam um segundo turno na cidade entre os candidatos Eli Corrêa Filho (DEM) e Elói Pietá (PT), e em alguns levantamentos com a presença de Martello (PSD), erraram. Após a apuração das urnas neste domingo, Guarulhos terá um segundo turno entre Guti (PSB) e Eli Corrêa.

Guti obteve 208.591 dos votos válidos, o que equivale a 34,5% do total. Ele atribuiu exclusivamente à população sua votação. “Foi uma batalha dura. Nossa equipe trabalhou arduamente e muito bem. A gente provou que as melhores ideias têm chances. O Brasil está mudando e Guarulhos está mudando também, e eu estou muito feliz”, disse.

Já o democrata obteve 135.134 votos, equivalente 22,3%. De acordo com ele, o segundo turno já era uma expectativa, inclusive com a presença de Guti. “Não esperava um resultado diferente. Existia um viés de indecisos e de pessoas que não queriam o PT. Só tenho que agradecer a grande oportunidade do debate agora no segundo turno, onde teremos uma eleição mais direta e com a defesa das propostas. Sabemos que a grande mudança virá daqui a um mês. O importante é que estamos no segundo turno e vamos fazer uma bela campanha”, disse.

A expectativa para o segundo turno de ambos será de muito trabalho. “Vamos manter o mesmo nível da campanha do primeiro turno. Vou me reunir com meu time para traçar as estratégias”, ressaltou Guti.
Para Eli Corrêa, o diferencial será a experiência com cinco mandatos de deputado, entre estadual e federal, além da estrutura para administrar a cidade. Além disso, o democrata ressaltou que não teme aas acusações de que seria a continuidade do PT no governo.
“Me rotular junto com o PT é, no mínimo, ridículo, até porque fui defensor e lutei enquanto deputado a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e contra as mazelas que o PT deixou nesse país. Se a população entender que eu mereço os votos, me dará”, disse.

Depois de 16 anos no poder, PT não passa para o segundo turno

Depois de 16 anos governando a cidade o Partido dos Trabalhadores (PT) não conseguiu chegar ao segundo turno. Ao final da apuração, o petista Elói Pietá ficou em terceiro lugar com 116.676 votos, equivalente a 19,3%. Pietá foi prefeito da cidade por dois mandatos, entre os anos de 2001 a 2008, sendo sucedido pelo atual chefe do Executivo, Sebastião Almeida. Ele era a grande aposta do partido para manter o comando da segunda maior cidade do Estado de São Paulo, junto com seu vice, o vereador Moacir de Souza (PT).

Em quarto lugar nas eleições ficou o deputado estadual Jorge Wilson (PRB), com 65.796 votos (10,9%). Ele é seguido por Martello (PSD) com 33.045 votos (5,47%); Carlos Roberto (PSDB) com 26.985 (4,47%); Wagner Freitas (PTB) com 12.114 (2,01%); Albertão (Psol) com 4.827 (0,80%); e Néfi Tales (PPL) com 699 votos, equivalente a 0,12%.

Mais de 156 mil guarulhenses não compareceram às urnas

As eleições deste ano registram um alto índice de abstenção quando 156.310 eleitores que deixaram de votar. O número equivale a 17,3% do total de votantes da cidade. Além disso, a abstenção foi superior ao observado no pleito de 2012 que chegou a 119.223 (14,4%).
Do total de 902.810 eleitores de Guarulhos, foram contabilizados 603.867 votos válidos, ou seja, 80,8% de votos nominais. Já brancos e nulos somaram 47.843 (6,41%) e 94.790 (12,7), respectivamente. No total foram computadas 2.496 seções que juntas somaram 746.500 votos, o que significa que 82,6% dos eleitores guarulhenses compareceram às urnas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here